Brasil, SP, , , |

Ajude a FCCC a combater os fenômenos do Sul e Sudeste. Para ajudar nas operações da Fundação nesses locais, você pode colaborar de duas formas:

CLIMA

O Globo

Pan Rio 2007

Médium é contratada para manter tempo firme durante obras

Rio de Janeiro, 10 de março de 2007
Pan Rio 2007
sol_pan2007

RIO – A série de imprevistos que deixou os prazos apertados para concluir as obras dos Jogos Pan-Americanos (13 a 29 de julho) já levou a prefeitura a apelar até para o Além para evitar mais problemas. Em fevereiro, logo após um forte temporal que alagou a cidade, incluindo as garagens da Vila do Pan, os engenheiros concluíram: de nada adiantava contratar mais operários para suar o macacão nos canteiros se o clima não colaborava. Afinal, janeiro já havia sido muito chuvoso. Resolveram então pedir socorro à médium Adelaide Scritori, presidente da Fundação Cacique Cobra Coral, que afirma ter poder de desviar as chuvas. Coincidência ou não, o Rio entrou num período de estiagem. Já são 27 dias sem chuvas fortes, algo atípico no verão carioca. Nesta sexta, segundo o Climatempo, os termômetros registraram o recorde do ano: 39 graus em Santa Cruz.

O pedido foi feito por e-mail com base no convênio de cooperação que renovamos em janeiro com a prefeitura. Dona Adelaide começou a colaborar com os preparativos do Pan um pouco antes do carnaval. Semana que vem, terá um encontro com o prefeito Cesar Maia para reavaliar as necessidades para as obras — disse Osmar Santos, diretor de assuntos corporativos da fundação.

O extrato do contrato com a Subsecretaria de Águas da prefeitura aparece no site da entidade (www.fundacaocoral.com.br). A consultoria é grátis. A médium, que incorporaria um espírito que no passado esteve encarnado em Galileu e Abraham Lincoln, já foi até convidada para assistir aos desfiles da Sapucaí no camarote do prefeito. Tudo em reconhecimento aos serviços prestados — diz evitar chover enquanto as escolas estão na avenida. A médium pede apenas que o município permita a divulgação do acordo.

— Também ajudamos a Prefeitura de São Paulo na visita do presidente George Bush. Não em consideração a Bush, mas à população da cidade. O trânsito em São Paulo já ficou confuso com tantas vias interditadas pelo esquema de segurança. Imagine o sofrimento se chovesse e o trânsito ficasse ainda mais complicado — disse Osmar Santos. Cesar Maia não confirma o encontro com Adelaide. Enigmático, o prefeito respondeu numa entrevista por e-mail que com a médium: “tudo é contínuo e automático”.

Compartilhar: