Brasil, SP, , , |

Ajude a FCCC a combater os fenômenos do Sul e Sudeste. Para ajudar nas operações da Fundação nesses locais, você pode colaborar de duas formas:

Artigos

Ministério da Integração Nacional

Editais de licitação de obras de integração do São Francisco saem após o Carnaval

Brasília, 23 de fevereiro de 2007

Em entrevista, dia 14.02.07, no Palácio do Planalto, o ministro da Integração Nacional, Pedro Brito, informou que os editais de licitação para as obras de integração do Rio São Francisco com as bacias hidrográficas do nordeste setentrional serão publicados após o Carnaval. Os editais da obra divididos em 14 lotes totalizam R$ 3,3 bilhões e os de supervisão, R$ 84 milhões.
Pedro Brito concedeu a entrevista depois de participar de reunião com o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a com a equipe responsável pela estruturação e acompanhamento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), anunciado pelo Governo Federal, em janeiro.

Para ações de infra-estrutura hídrica em 2007, o PAC garantiu R$ 2,1 bilhões. Sendo que deste total, o Projeto São Francisco terá R$ 730 milhões. Para o período 2007 a 2010, o PAC destinou R$ 12,6 bilhões para a área de infra-estrutura hídrica. O maior volume de recursos será investido na integração do Rio São Francisco com as bacias hidrográficas do nordeste setentrional, conhecido por Projeto São Francisco, que oferecerá água para uma população estimada em 12,5 milhões de habitantes dos estados do Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte e Pernambuco. O valor total do projeto é de R$ 6,6 bilhões a serem aplicados na construção dos eixos de integração leste e norte (R$ 4,9 bilhões); na integração de bacias receptoras (R$ 1,3 bilhão); e em ações ambientais (R$ 226 milhões).

Integração de Bacias – O Projeto São Francisco é composto por um conjunto de canais, adutoras, túneis, estações de bombeamento feito a partir de dois eixos adutores que saem do rio, entre as barragens de Sobradinho e Itaparica.
O Exército Brasileiro fará os canais de aproximação dos eixos norte e leste, que serão responsáveis pelo transporte da água captada no São Francisco para as primeiras estações de bombeamento. Segundo estudos, o empreendimento só vai retirar, de forma permanente, uma vazão de 26 metros cúbicos por segundo do São Francisco, o que equivale a 1,4% do total.

Questão humanitária

Clique aqui e leia a materia completa.

Para o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o projeto de integração do Rio São Francisco “é uma questão humanitária”, pois ele foi concebido para “garantir que o povo nordestino, que tem outros problemas, não tenha o (problema) de água para beber”.

Compartilhar: