Brasil, SP, , , |

Ajude a FCCC a combater os fenômenos do Sul e Sudeste. Para ajudar nas operações da Fundação nesses locais, você pode colaborar de duas formas:

Artigos

Jornal do Brasil

Chuva derruba valor da energia maior oferta de água faz mega watt/hora passar de R$ 256 para R$ 124

Rio de Janeiro, 11 de fevereiro de 2008

O bom volume de chuva registrado no Sudeste e Centro Oeste do Brasil encheu os reservatórios das hidrelétricas e fez despencar o valor da energia negociada no mercado de curto prazo, chamado tecnicamente de PLD (Preço de Liquidação de Diferenças). Em uma semana, o preço do insumo recuou de R$ 256,05 por megawatt-hora (MWh) para R$ 124,75/MWh – uma desvalorização de 51%.
Susto
Na segunda quinzena de janeiro, o PLD chegou a superar a casa dos R$ 500 por MWh, influenciado pela escassez de precipitações no País e o baixo nível dos reservatórios. Na ocasião, a disparada do preço da energia fez lembrar o período em que o País sofreu o apagão energético, em 2001, quando o PLD atingiu o valor recorde de R$ 684/MWh.
– Podemos entender a melhora das condições hidrológicas como um alívio na situação crítica que enfrentamos. O atraso no período chuvoso deste ano foi decisivo para a deterioração dos indicadores de risco e preço de energia – diz Paulo Toledo, diretor da comercializadora Ecom Energia.
Na avaliação da empresa, porém, embora os níveis dos reservatórios das usinas tenham melhorado, a situação hidrelétrica do País ainda merece atenção.

Fonte:

Economia com Denis Cardoso / Jornal do Brasil
Compartilhar: