Mantenedor
BRASIL. SP .
Clique aqui para baixar o Flash Player

Conforme comunicado a Casa Branca nesta data, bem como aos nossos clientes e colaboradore de Chicago, Nova Iork, Los Angeles, do Cinturão de Soja e Milho e dos que dependem do nível do rio Mississipi, que por determinação do Astral, estamos Suspendendo a partir dessa data Todo e Qualquer atendimento climático aos EUA, enquanto perdurar a falta de bom senso do presidente Donald Trump com relação a retirada dos EUA do Acordo de Paris, rompendo o acordo global firmado em dezembro de 2015 com mais de 190 países para reduzir a emissão de gases que produzem o efeito estufa... FCCC reativou dia 01.02.17 convênio operacional com a Prefeitura de SP. Para dar uma trégua nas chuvas em SO a FCCC optou por Desviar os fenômenos a Alta da Bolívia para o Mato Grosso, e a Baixa do Chaco, para o Paraguai, que irão permitir uma trégua da chuva na capital paulista. Com isso, as frente frias virão mais secas e só se tornariam mais úmidas sobre o norte de Minas Gerais. Beneficiando a nascente do rio São Francisco e reduzindo a seca no DF. Em 2017 vai continuar aumentando o número de Refugiados da Natureza, o Tempo vai continuar em Fúria... Os anos de 2016 e 2017 Continuarão sendo lembrados como os Anos em que a Fúria da Natureza desafiou o homem por todo o planeta. Fogo, Água, Terra e Ar: Todos Elementos continuam em Fúria: Furacão Katrina disparou o Alarme das Mudanças do Clima no Planeta, só os EUA não viam. Mas o presidente Obama mudou isso na saída e junto com a China assinou o tratado de Kyoto. Srs. Colaboradores: Já está disponível em nosso site (Previsão do Tempo-Alertas Especiais)o novo boletim especial da estação-Verao Inverno 2017(Brasil]e também mais detalhes dos fenômenos El Niño,La Niña e Alta da Bolívia. • Se sua empresa não é cadastrada, faça sua Inscrição acessando a página Contato.

   NOTÍCIAS   |  ARQUIVO   |  CONVÊNIOS  |  METEOROLOGIA  |  NOSSAS OPERAÇÕES   |  SEQUESTROS
S e q u e s t r o s

Agosto de 2001
Patricia Abravanel, filha do empresário Silvio Santos

Outubro de 1997
Cleucy e o deputado brasiliense Luiz Estevão
Setembro de 1997
ACM barra projeto que reduz penas
Setembro de 1997
Influência no Congresso Nacional para protestar
Setembro de 1997
FCCC envia fax para todos os Senadores contra aprovação do projeto
Outubro de 1996
Empresário foi morto por falta de cativeiro
Julho de 1992
Príncipe Pedro Carlos Alcântara, agradece a FCCC.
 
 
 
 
 
 
 
Sequestros  
A vítima pode ser você. O acaso é o nosso melhor aliado.
O seqüestro é um crime monstruoso. Estabelece um valor em dinheiro para coisas que não tem preço (a vida de um filho, um pai, um irmão) e submete a família da vítima ao suplicio de negociar seu ente querido como se fosse uma mercadoria. Veja abaixo o Alívio, A Dor, O Horror, de alguns casos...
 
A Divisão de Estudos de Casos de Seqüestros e a Seção de "Apoio aos Familiares das Vitimas" tem o apoio financeiro das Empresas Tunikito
 
Notícias publicadas na imprensa
 
Jornal do Brasil
Rio de Janeiro, 30 de Agosto de 2001
COLUNA DANUZA LEÃO

Ajuda do além

Evangélica, Patrícia Abravanel não se cansou de dizer que foi Deus quem a ajudou a sair ilesa do cativeiro; só que a Fundação Cacique Cobra Coral, entidade esotérico-científica da médium Adelaide Scrítori, também participou do episódio. Após o seqüestro de Patrícia, um amigo da família de Silvio Santos procurou a FCCC pedindo ajuda. É que a fundação tem uma divisão de apoio a famílias de pessoas sequestradas - Jorge Scrítori, filho e sucessor de Adelaide, recebe a entidade Doum, que localiza a vítima através do contato com uma peça de roupa e diz se ela está viva ou não. Silvio mandou uma camiseta de Patrícia, e como resposta ouviu que ela estava bem - e perto de casa. Em 1992, também a pedido da família, a FCCC já havia participado, digamos assim, do resgate de Sara Abravanel, irmã de Silvio, seqüestrada no Rio.



O Estado de S. Paulo
São Paulo, 11 de Outubro de 1997

COLUNA PERSONA
Palavras de gratidão

Cleucy e o deputado brasiliense Luiz Estevão mandaram um telegrama para a medium Adelaide Scritori agradecendo seu empenho em ajudá-los a encontrar a filha Cleucyzinha. A mensagem foi guardada junto a inúmeras outras, assindas por aliviados pais de filhos sequestrados e encontrados, como Wagner Canhedo, e o príncipe Dom Pedro Carlos de Orleans e Bragança.

Clique aqui para ver a carta

Folha Metropolitana
São Paulo, 23 de Setembro de 1997

CIRANDA
VALDHEVIR GALVÃO
Lobby

A Fundação Cobra Coral está utilizando sua influência no Congresso Nacional para protestar (e mudar) o projeto de lei que beneficia os autores de crimes hediondos com penas menores. Texto enviado pela médium Adelaide Scritori: "Um país que deseja ter uma Constituição duradoura e sempre atualizada não pode deixar incluir em sua Carta Magna uma garantia à impunidade. Um desrespeito aos Direitos Humanos das vítimas, que um dia poderá ser um dos vossos amigos ou familiares, como ocorreu recentemente em Brasília.



O Estado de S. Paulo
São Paulo, 17 de Setembro de 1997

Cidades

ACM barra projeto que reduz penas

Brasilia- O presidente do Senado, Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA), devolveu ontem a comissão de constituição e justiça (CCJ) o projeto de lei que beneficia os réus condenados pela pratica de crimes hediondos, como sequestro, tráfico de drogas e estupro. A proposta que permite ao juiz reduzir a pena a partir de sua segunda metade foi aprovada quarta feira da semana passada pelos membros da comissão, em votação simbolica. "Que esse projeto volte ao plenario de acordo com a vontade da sociedade", defendeu ACM.

O Estado de S. Paulo
São Paulo, 15 de Setembro de 1997

COLUNA DO ESTADÃO

DIANNA FERNANDES
(INTERINA), COM AGÊNCIA ESTADO
Lobby

A médium Adelaide Scritori, da Fundação Cacique Cobra Coral, vai ao Senado para engrossar o Lobby contra a aprovação do projeto do governo que prevê a progressão de penas para os autores de crimes hediondos. Ela está mandando fax para todos os senadores. Mas em Brasília diz que vai falar pessoalmente com Antônio Carlos Magalhães, José Sarney, Esperidião Amin, Vilson Kleinubing, Gerson Camata e Junia Marise.



O Estado de S. Paulo
São Paulo, 10 de Outubro de 1996

Cidades

 Empresário foi morto por falta de cativeiro

Acusados contam que mataram o empresário no dia da captura, pois não tinham onde deixa-lo. O Construtor Antonio Alves Barril, de 66 anos, foi assassinado com dois tiros na cabeça no mesmo dia de seu sequestro, 29 de Abril, antes de os parentes receberem o pedido de resgate. Um fato precipitou a execução sumaria: os tres homens que o capturaram não tinham nenhuma estrutura  para mante-lo muito tempo em cativeiro. Aliança foi mandada depois que ele estava morto.
A familia pagou dois resgates num espaço de 60 dias entre um e outro.

Clique aqui para ver a carta

O Estado de S. Paulo
São Paulo, 17 de Julho de 1992

Economia & Negócios

Coluna Direto da fonte-Sonia Racy

A Fundação Cacique Cobra Coral, acaba de receber uma carta do Príncipe Pedro Carlos Alcântara, agradecendo a ajuda dada durante o sequestro de seu filho em Petrópolis

Clique aqui para ver a carta

 

 
   
Copyright © 2010. Fundação Cacique Cobra Coral - www.fccc.org.br.  |  Política de privacidade
Todas as imagens inclusas neste site foram gentilmente cedidas pela Editora Três.
AS OPERAÇÕES DA FCCC TEM O APOIO FINANCEIRO DAS EMPRESAS TUNIKITO
TUNIKITO CORRETORA DE SEGUROS. FONE-FAX: (11) 2455.7755
- www.tunikito.com.br
Visitas desde 2005